quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Oficinas de tecnologia pra seguir ocupando as ruas do mundo

O corpo, a palavra e o gesto de cada uma e cada um ocupando as ruas em 2011 foram as armas das novas revoluções, que derrubaram governos e abalaram estruturas do sistema em muitos lugares. E pras pessoas estarem juntas nas praças do mundo, resistindo e provocando transformações, as novas tecnologias e a internet têm sido instrumentos fundamentais.

Durante o Fórum Social Temático, de 25 a 28 de janeiro, a Casa de Cultura Mário Quintana, em Porto Alegre, vai receber o Conexões Globais 2.0, encontro que pretende debater os rumos da mobilização social na era da internet.

Desconferências, conexões culturais, diálogos globais, comunicação colaborativa e o Terceiro Fórum de Mídia Livre. E oficinas gratuitas pra aprender muitas coisas sobre tecnologia e melhor fazer circular ideias, ações, projetos e denúncias. Estes conhecimentos podem ser muito úteis para as mobilizações populares.



As oficinas são atividades práticas, com a ideia central de estimular e fortalecer a autonomia e autogestão d@s atores da comunicação e da cultura digital. Tem atividades de como criar uma rede de internet sem fio e conquistar “webautonomia”, mandando as operadoras de internet pro espaço. Aprender a utilizar ferramentas gratuitas para comunicação multimídia, usando sites para criação de narrativas interativas. Construir uma mídia móvel (mimosa), elaborada a partir de reuso de sucata tecnológica, que produz, reproduz ou capta informação. Também tudo o que se precisa saber para colocar uma radio(web) na rede. Aprender a construir sites na plataforma gratuita WordPress e estratégias de publicação e divulgação dos conteúdos. Como usar os celulares conectados à internet pra fazer jornalismo. Na oficina de ferramentas digitais para ocupações, trabalhar com ferramentas inovadoras, criadas especialmente para os movimentos, além de novos usos das já existentes.

Veja aqui a programação completa das oficinas. E se você não puder ir, combine com alguém do seu coletivo pra estar lá:

Dia 25

14h às 18h – Diga “adeus” às operadoras de internet!

Saiba como criar uma rede Mesh de internet sem fio e conquiste “webautonomia” na internet da sua casa, local de trabalho ou até mesmo no bairro onde você mora. As redes do tipo Mesh possuem a vantagem de serem redes de baixo custo, fácil implantação e bastante tolerantes a falhas. Nesse sistema de conexão, cada laptop é um nó, ou seja, os computadores estão interligados entre si, e não dependendo de apenas um servidor central. Desta maneira é possível transmitir mensagens de um nó a outro por diferentes caminhos. Nesta oficina, com ajuda da Associação Software Livre.org, você aprende a configurar a sua, e ainda participa da construção da rede Mesh na Casa de Cultura Mario
Quintana. Saiba mais aqui.

Oficineiro: Rodrigo Troian - @rtroian

Administrador que acredita que tudo são sistemas operacionais e protocolos, curioso sobre pequenos sistemas embarcados, acha que as pessoas ainda vão retomar o poder quando todos se conectarem, tenta entender o caos na organização coletiva, vegetariano por não concordar com o sistema produtivo, leitor assíduo de ficção por acreditar que todos precisam viajar um pouco.

+

14h às 18h – Seja um VJ livre

Aqui você pode aprender a base para realização de VJing e realizar performances visuais em tempo real utilizando sistema Linux, além de conhecer mais sobre temas como pesquisa de conteúdo e o uso do software e interfaces de controle. Prática focada no LiVES (software livre) e no controle de interfaces.

Oficineiro: VJ pixel – @vjpixel Fuçador de tecnologias livres, que atua como VJ desde 2002 e pequisa o desenvolvimento de interfaces digitais interativas em seu memeLab, o VJ pixel irá compartilhar sua experiência, mostrando seus próprios métodos de trabalho, a forma como prepara e realiza suas apresentações, desde a seleção de conteúdo até a edição ao vivo de imagens.

+

14h às 18h – Vire um repórter 2.0!

Aprenda a utilizar ferramentas gratuitas para comunicação multimídia. Conheça uma série de sites e serviços úteis e de uso imediato para criação de mapas, narrativas interativase serviços da web que ajudam no dia-a-dia de quem se comunica pela rede.

Oficineiro: André Deak - @andredeak

Pós-jornalista, fotógrafo, professor na pós-graduação da Faap e da PUC nos curso de Jornalismo Digital. Recentemente lançou com Felipe Lavignatti o projeto Arte Fora do Museu, contemplado com o prêmio Funarte. Co-fundador da Casa da Cultura Digital. Compartilha suas ideias e descobertas em Jornalismo Digital.

+

14h às 18h – Robótica livre

Realize seu sonho de infância e aprenda a construir um robô com lixo eletrônico. Em meio a soldas, fios e lixo eletrônico, soluções livres substituem produtos comerciais (e caros) e permitem que qualquer um se aproprie da tecnologia e dê seus primeiros passos na Robótica. Nesta oficina, você aprenderá a criar kits robóticos alternativos e, a partir deles, protótipos de robôs, braços mecânicose afins.

Oficineiros: Eloir José Rockenbach é coordenador Técnico do CRC do Centro Social Marista – Grupo de Pesquisa e Desenvolvimento em Robótica Livre e integra o Conselho Geral da Associação Software Livre. Felipe Santos é educador de inclusão digital da rede Marista.

+

14h às 18h – Crie uma mimoSA (Mídias Móveis SA)

O conceito de “mimoSAs” poderia render – e rende – trabalhos teóricos densos, mas sua prática é bastante simples, divertida e estimulante. Uma “Mídia Móvel SA” é um objeto artístico, geralmente elaborado a partir de reuso de sucata tecnológica, colaborativamente, que produz, reproduz ou capta informação. Nesta oficina, você aprenderá a construir mimoSAs-Grio: cineminhas que juntam técnicas analógicas dos primórdios da produção de imagens em movimento, e as novíssimas tecnologias de transmissão e compartilhamento de vídeo pela internet, num espaço público onde o aprendizado coletivo, cultural, tecnológico e social é incentivado. Pré-requisitos? Curiosidade e disposição!

Oficineiros: Alissa Gottfried (@louvadeusa) é arteducadora popular conectiva da editora Ecoaecoa. Felipe Nunes é arteducador da Ecoaecoa.

+

14h às 18h – Obra de arte com lixo eletrônico

Venha produzir uma escultura colaborativa! Sob incentivo de Glauco Paiva, artista plástico que trabalha as questões sociais ligadas ao consumo das tecnologias e através do descarte de eletrônicos, ou e-lixos, estudantes, designers, artistas, hackers e curios@s estão convidados a experimentar e propor mais formas criativas para a reutilização destes materiais. Um ateliê aberto para soltar a imaginação e desconstruir, literalemente, máquinas que muitas vezes são verdadeiras caixas pretas, de tão enigmáticas,para nós.

Oficineiros: Glauco Paiva – @glaupaiva

Artista e ativista, trabalha as questões sociais ligadas ao uso das tecnologias e ao consumo. Suas obras, que misturam temas como arte, tecnologia e descarte criativo, estão espalhadas por diversos locais no Brasil e no exterior. Tem como principais parceiros os coletivos digitais MetaReciclagem, Lixo Eletrônico, e o Desvio.



Dia 26


14h às 18h – Construa sua radioweb!

Saiba tudo o que você precisa para colocar sua rádio na rede! Do histórico das concessões de licenças de rádio, passando pela legislação e novas concepções surgidas depois da rádio digital, rádio livre, até a montagem de equipamentos.

Oficineiro: Thiago Novaes – Bacharel em Ciência Política (UNICAMP), coordenou em 2005 a implementação dos Pontos de Cultura Digital junto ao Ministério da Cultura, integrando a Coordenação do Projeto Casa Brasil em 2006. Trabalhou de 2002 a 2004 como pesquisador na Diretoria de TV Digital do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento (CPqD), responsável por serviços interativos e audiovisuais. Atua há 10 anos em pesquisa e implementação de rádios de baixa potência, tendo publicado traduções e artigos sobre o tema. Atualmente, cursa o doutorado em Antropologia pós-Social na UNICAMP, investigando a relação humano-técnica e os rumos que o direito autoral e a propriedade intelectual estão tomando neste começo deséculo XXI. Apresenta programa na Rádio Muda às terças-feiras, das 18h às 20h (escute o stream da rádio colando esse endereço no seu player: http://orelha2.radiolivre.org:8000/muda ).

+

14h às 18h – Saiba tudo sobre WordPress

Nesta oficina, você vai aprender a customizar o seu blog e a conhecer melhor o WordPress, o gerenciador de conteúdos web que já supera 60 milhões de usuários no mundo. Entenda porque ele é tão popular, e como fazer dessa ferramenta um aliado para divulgar suas bandeiras na internet. A instalação e configuração, criação de páginas, posts, categorias e links, temas e plugins e estratégias de publicação e divulgação estão entre os temas abordados.

Oficineira: Tatiane Pires - @tatianepires
Programadora, blogueira e mais mil coisas, apoia o software livre, a neutralidade da rede, a regulamentação da comunicação, a reforma política. E entende de WordPress.

+

14h às 18h – Seja um repórter multimídia com seu smartphone!

Com a popularização dos celulares conectados à rede, o furo de reportagem está ao alcance do cidadão. Se você tem interesse em ser um comunicador na rede ou já é e quer se aperfeiçoar, venha conhecer as potencialidades da cobertura webjornalística móvel. Do contexto da conectividade no Brasil, passando pela infraestrutura necessária para que tudo seja realizado in loco, fique por dentro da experiência prática de conectar os equipamentos às plataformas de produção de conteúdo existentes, como wordpress, twitter qik, e descubra quais outros equipamentos podem ser úteis nessa tarefa.

Oficineiros: Emerson Luis - @emerluis

Profissional de comunicação oriundi de rádio, TV e migrado para aInternet há 13 anos, tem os dois pés na democracia da comunicação desde os 17 anos de idade, quando empostou sua forte voz num transmissor de FM pelos ares de São Paulo na segunda fase do movimento de rádios livres em 1989. Ativista do Software Livre, atualmente escreve aqui.

+

14h às 18h – Robótica livre

+

14h às 18h – Crie uma mimoSA (Mídias Móveis SA)

+

14h às 18h – Obra de arte com lixo eletrônico



Dia 27


14h às 18h -Ferramentas digitais para ocupações

A possibilidade de mobilizar pessoas através da internet tem sido um grande trunfo nas recentes revoluções e reivindicações dos direitos por parte dos cidadões no mundo todo. Do 15M espanhol à Primavera Árabe, conheça ferramentas inovadoras, criadas especialmente para os movimentos, além de novos usos das ferramentas já existentes impulsionadas por esses eventos. Twettometro, bibliotecas comunitárias virtuais, plataformas de crowdfunding, e os interessantes usos dados wikis, trendingtopics, hashtags de twitter, plataformas de envio de mails, whatsapp, de ativismo com realidade aumentada, serão mostradas com suas aplicações práticas, no mundo real.

Oficineiro:Bernardo Gutiérrez (Espanha/Brasil) - @bernardosampa

Jornalista, cronista e fotógrafo, participou da fundação do jornal 20 Minutos, em Madrid e Barcelona, e nos últimos 10 anos, teve sua carreira/vida ligada à América Latina. Está atento aos novos movimentos sociais articulados pelas novas redes e mídias sociais.

+

14h às 18h – Edição gráfica livre

Quer criar efeitos em textos e logotipos, produzir efeitos de iluminação e sombra, e ideias para criação de efeitos especiais? Aprenda a transformar sua ideia em arte gráfica. Aqui você conhece as noções essenciais para a edição de imagens usando ferramentas livres (Gimp e Inskape), aprendendo desde como melhorar suas fotos digitais até a elaboração de um cartaz promocional ou uma imagem animada gif com stopmotion. Serão trabalhados conceitos e prática de camadas; transparência com gama; bitmaps versus vetores; noções gráficas estéticas, além de dicas sobre compartilhamento (e como encontrar) de imagens em licenças Creative Commons.

Oficineiro: Felipe Cabral


+

14h às 17h – Liberte sua música na rede

Pensar em estratégia de divulgação em redes sociais parece coisa de publicitário… E é! Mas esse publicitário também pode ser artista! Facebook, Twitter, Soundcloud, Jamendo, Ning, Onerpm, Twitter… quais as melhores ferramentas de compartilhamento? O que é monitoramento em mídias sociais e quais ferramentas usar? Quais as principais redes de relacionamento para artistas? Colaborativismo, crowdfunding, creative commons – o que é isso? Compartilhar gratuitamente sua música na web pode ser um bom negócio? O que é afinal música livre? Conheça as respostas (ou
engrosse o debate) para essas e outras perguntas nesta oficina.

Oficineira: DJ Allix.


+

14h às 18h – Crie uma mimoSA (Mídias Móveis SA)

+

14h às 18h – Obra de arte com lixo eletrônico

+

14h às 18h – Robótica livreDia 28

+

14h às 18 - Install Fest

Traga seu computador para passear na Casa de Cultura Mário Quintana e aproveite para instalar um Sistema Operacional Livre. Técnicos e usuários avançados vão orientá-lo passo-a-passo sobre como utilizar, ou mesmo como experimentar o GNU/Linux sem abrir mão de outro sistema operacional.O seu computador tá difícil de carregar? Isso também não é problema: é só pedir que rapidinho alguém providencia “um linux” pra você. E é de graça. Faz parte do ideal de compartilhamento da cultura livre. E se para você “Software Livre”, “Cultura Livre” e “Sistema Operacional” só

remetem a um balãozinho de interrogações, aproveite a oportunidade para conhecer mais sobre esses temas. O Ateliê Digital do Conexões Globais 2.0 é a nossa sala de estar, entre e tome um chimarrão conosco!

+

14h às 18h – Edição de vídeo livre

Horas e horas de vídeo feitos com o seu celular (ou sua câmera tecpix?) que você nem sabe o que fazer? Aprenda a editá-los! Descubra as possibilidades da edição de vídeo com softwares opensource, usando como base o flexível software de edição KDEnlives e o software de conversão de formatos ffmpeg. Entre os conteúdo desta oficina estão: edição multipista, recorte, mutagem e colagem, clip com fotos + música, efeitos, transições e sobreposições.

Oficineiro: Felipe Cabral (Coletivo Digital)

+

14 às 18h - Viralize-se! Estratégias para redes sociais

A internet democratizou não só o acesso ao conhecimento, mas também a divulgação e propagação de ideias e bandeiras de grupos e indivíduos que agora podem, de sua casa, compartilhar seus conteúdos, sejam manifestos, denúncias, produções artísticas ouprodutos, com todo o mundo. O que nem todo mundo sabe, é que o uso de instrumentos e ferramentas analíticas permitem maximizar presença na rede. Conheça essas ferramentas e também as especificidades, possibilidades e estratégias para acesso e divulgação de conteúdos nas redes sociais e viralize suas ideias!

Oficineira: Katia Furtado Yamada – @kafurtadoformada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo, é pós-graduanda em Relações Públicas na Faculdade Cásper Líbero, colaboradora do Coletivo Digital e Coordenadora de Mídias Sociais na agência Vert Social Media Intelligence.

+

14h às 18h – Crie uma mimoSA (Mídias Móveis SA)


+

14h às 18h – Obra de arte com lixo eletrônico


+

14h às 18h – Robótica livre

+

Ainda sem data definida:

Grafitte vivência e prática

Oficina que visa apresentar esta antiga arte das ruas, como uma referência na comunicação visual e expressão popular de nossa sociedade urbana, oferecendo um conteúdo precioso para futurosprofissionais de publicidadee design e outros
seguimentos.http://www.move.art.br/artist/trampo/

Oficineiro: Trampo

Um comentário:

Clara disse...

É só ir ou tem inscrição, pretendo sair de Vitória pra ir neste evento!