segunda-feira, 21 de junho de 2010

Em assembleia popular no RS, movimentos condenam "Estatuto do Demóstenes" e se mobilizam em defesa dos quilombos

Quarta-feira passada aconteceu a Assembleia popular em defesa das comunidades quilombolas, no Quilombo dos Silva. Apesar da chuva torrencial sobre Porto Aelgre, compareceram 25 pessoas. O Coletivo Catarse estava lá junto com companheiras e companheiros do Quilombo dos Silva, Quilombo Fidelix, Movimento Negro Unificado, GT QUILOMBOLA MNU-RS, UNEGRO, CONLUTAS, SINTEC-RS, ANEL e UFRGS. Após uma avalição da situação da ADIN e da votação do "Estatuto do Demóstenes", foram tirados alguns encaminhamentos, entre eles uma marcha sobre Brasília, mobilizações nos Estados e reforçar o Movimento Nacional em Defesa da Titulação e Sustentabilidade dos Territórios Quilombolas, integrando a Frente proposta pelos companheiros de Salvador.

Sobre o Estatuto da Igualdade Racial, foi feita a avaliação do significado da aprovação de um estatuto esvaziado das questões centrais atinentes ao povo negro, marcando a desaprovação em relação ao método envolvendo uma negociata nas costas desse povo e a necessidade de denúncia da negociata feita, além de referendar a carta encaminhada exigindo a retirada de pauta e pela não sanção presidencial.

Nesta terça, às 19h, acontece o segundo encontro.













Foto de Thais Fernandes com quilombola da Família Silva.

2 comentários:

Anônimo disse...

SOMOS TODOS IGUAIS SEM DISTINÇÃO DE RAÇA, COR, ETC... NÃO SÃO OS BRANCOS QUE FAZEM RACISMO SÃO OS PROPRIOS NEGROS QUE SE INFERIORIZÃO EM RELAÇÃO AOS BRANCOS ISSO TEM QUE ACABAR, SÃO PESSOAS DE CARNE E OSSO QUE NEM OS BRANCOS.ACHO QUE TODOS TEM QUE LUTAR PELOS SEUS DIREITOS.
MAS ACHO UM ABSURDO ESSA HISTÓRIA DE COMUNIDADE QUILOMBOLA ONDE ELES QUEREM DESAPROPRIAR PRODUTORES PARA FORMAR UMA COMUNIDADE, TENHO PENA DESSES NEGROS POIS ELES VÃO PERDER ATÉ AS TERRAS QUE HOJE PERTENCEM A ELES, AO INVES DE AJUDAR ESSE POVO VOCÊS QUEREM NA REALIDADE PASSAR A PERNA NELES E TIRAREM O POUCO QUE ELES TEM.SERÁ QUE VOCÊS GOSTARIAM QUE FIZESSE ISSO COM VCS?

Jefferson disse...

Anônimo,

Se você acha que nascer coloca todos em mesma condição de igualdade, precisa conhecer um pouco melhor a realidade do país em que vive. Visite uma comunidade quilombola, converse com as pessoas, observe, pergunte, caminhe, sinta, raciocine. Talvez você enxergue um pouco mais do a mentira da igualdade. Só mesmo na Declaração Universal dos Direitos Humanos temos todos a mesma humanidade. Achas que é balela? Então leia a postagem abaixo desta, sobre o Estatuto da Igualdade Racial, e interprete os números sobre violência e saúde. Bem, pergunte nas comunidades quilombolas nas quais estivemos (estão nas matérias) e pergunte sobre o que ganhamos com isso. Depois, se identifique e venha conversar conosco. E vamos debater esses assuntos. Jefferson.